“Eu não consigo.”

Comecei a escrever este artigo repetindo seu título várias vezes na minha cabeça. E adivinha o que aconteceu? Me travei. Faça esse exercício: pense em algo que deseja muito e que por alguma razão você supõe e define que não consegue. Repita 4x: “Eu não consigo. Eu não consigo. Eu não consigo. Eu não consigo.”

Percebeu como sua mente é inteligente? Ela acredita em tudo que VOCÊ acredita e te faz se sentir e se comportar dessa forma: como alguém que realmente não consegue o que quer. Quanto mais você reforça para si mesmo de que não consegue, mais sua mente busca provas lá do passado das vezes em que falhou. E isso vira um ciclo destrutivo: você vai achar a qualquer custo toda plausibilidade do passado e do presente nas suas menores atitudes e nas atitudes dos outros que reafirmem o que você colocou dentro da sua mente: “Está vendo? A prova está aqui, não consigo mesmo!”

Toda vez que você assimila e aceita a ideia de que não consegue, é exatamente este mundo que você vai ver e conviver. É assim que você vai tomar suas decisões: como uma pessoa que já sabe que não consegue. E é dessa maneira que as pessoas irão te enxergar e agir com você. Notou o mundo que você criou para você mesmo? Por fim, você pode imaginar o que terá.

E como superar tudo isso? Mais que repetir para si de que consegue, sim, vale a pena outras 4 dicas:

– Encontre aspectos positivos nos erros do passado. Com certeza você aprendeu com eles para que hoje pudesse ter a oportunidade de fazer diferente;

– Pare um pouco de focar no problema e querer jogar a culpa em alguém. Pense em todas as alternativas que tem para solucioná-lo;

– É o medo que geralmente está sempre por trás do nosso achismo de não conseguir. Pense o que é maior que esse medo. Se coloque no futuro com sua meta alcançada. Feche os olhos e imagine. O que você tanto busca experimentar lá na frente para ser motivo de orgulho? Vasculhe bem até achar seu grande porquê. O medo raramente vai sumir por completo, porém, o segredo está em achar a força que seja maior do que o próprio medo.

– Você sabe que tudo tem um preço, né? Encare o frio na barriga como o menor preço que você tem que pagar para ir ao seu próximo nível.

“Assim como você pensa na sua alma, assim você é.”

Por Luana Lie, Coach de Alta Performance | www.luanalie.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s