Do que você precisa?

Porque preciso ter renda fixa. Preciso ter liberdade. Preciso ter um chefe. Preciso fazer meus horários. Preciso obedecer. Preciso ter autonomia. Preciso entregar relatório. Preciso trabalhar aos finais de semana. Preciso marcar ponto. De quantas coisas nós precisamos, não é mesmo?

Nesse jogo do “Eu preciso”, provavelmente você identificou 2 grupos: as necessidades de quem trabalha formalmente e as necessidades de quem resolveu empreender. Muito se ouve que você tem que ser dono do seu negócio, que você tem que se arriscar. Segundo pesquisa da GEM (Global Entrepreneurship Monitor), em 2016 a taxa de novos empreendedores era de 14% ao passo que em 2003 havia fechado em 7%.

E quem disse que você não pode ser feliz trabalhando numa empresa de maneira formal? A questão aqui não é defender um nem o outro, mas compreender que cada pessoa precisa ter a consciência de escolher o lado em que há paixão. Se você é capaz de remunerar sua paixão seja assumindo o controle do seu negócio ou respondendo para seu chefe, Parabéns! Esse é o caminho para você começar se sentir realizado.

Não é a guerra do “Você tem que ter trabalho fixo” ou “Você tem que ter seu negócio” que vai fazer real diferença na sua vida. Defina o melhor para você sem o peso dos padrões que a sociedade impõe. Se o que mais você deseja é se sentir plenamente realizado, pense no porquê você faz o que faz, de que forma suas ações contribuem com o mundo e de que maneira essa contribuição se volta para você. É exatamente isso que vai te motivar e te manter inspirado dia após dia. Mas não se engane, isso ainda não é o suficiente. Falta você saber também aonde quer chegar materialmente falando. Seu maior desejo é comprar um apartamento para você e seus pais? É poder viajar mais ou até morar fora? É ter o carro dos sonhos? É comprar uma fazenda? É passar todas as férias numa praia paradisíaca? É o quê? Pense nisso sem medo ou vergonha.

E no final das contas, todo mundo tem 2 opções para iniciar o ciclo de uma vida realizada: seja no trabalho formal ou no empreendedorismo. Só as etapas seguintes é que são idênticas: entender por que você faz o que faz e aceitar que por trás disso existe uma ou várias metas materiais. Aliás, esses dois ingredientes juntos têm um poder incrível de gerar diariamente entusiasmo, aprendizado e evolução constante.

Bom trabalho!

Por Luana Lie, Coach de Alta Performance | www.luanalie.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s