7 coisas que impedem você de ter Alta Performance

É mais fácil colocar a culpa no outro, nos problemas, na falta de grana, na falta de oportunidade, dizer que o mundo é injusto mesmo e parar por aí. Será? Estamos acostumados a usar as desculpas da vida como se elas fossem nosso melhor escudo para se proteger de tudo, até do que poderia ser muito bom e você não sabe. O resultado disso é a inércia, a sabotagem de uma vida sem grandes satisfações e com poucas realizações.

Já parou para pensar que o que pode estar te atrapalhando está mais perto de você do que imagina? Olhe para você mesmo e perceba o quanto seus hábitos atuais interferem de maneira negativa em todos seus projetos de vida e também nas pessoas ao seu redor:

1) Desinteresse: É a falta da curiosidade em aprender, de se aprofundar em novos assuntos, trocar experiências, pesquisar, experimentar novas alternativas, conhecer outras pessoas e explorar novos lugares. É você viver no modo automático, fazendo metade das suas tarefas sem nem perceber que as fez. É chegar ao final de um dia e não ter tantas coisas boas e relevantes para recordar.

2) Desconexão com a verdade: Sabe quando você não é honesto consigo mesmo? Quando você não enxerga muito sentido no que está fazendo, só faz e ponto? Pode ser desde quando você trabalha no negócio dos seus pais sem realmente querer estar lá até você dizer que gosta de assistir filmes de terror somente porque no fundo se preocupa em agradar alguém. Se você não é sincero consigo mesmo porque externaliza um outro alguém, quais são as chances dos resultados que você quer aparecerem?

3) Sensação de incapacidade: Quando você se subestima e usa isso como desculpa por não ter se preparado e muito menos tentado. É não se dar a chance de viver uma boa experiência e aprender o que pode ser melhor da próxima vez. É focar sempre no problema e nunca na solução. É não sair do lugar por opção.

4) Achar que não merece: É viver na ilusão de que as coisas boas podem acontecer com o mundo inteiro, menos com você. É viver na posição um tanto “acolhedora” de ser sempre uma vítima.

5) Não se sentir pronto: É passar a vida se preparando para a chegada do momento perfeito, cogitando tudo que pode dar de errado para que na hora H você sinta que tem tudo esquematizado. E no fundo você sabe que o resultado disso é nunca agir. Talvez pode até ser um jeito seu de se mostrar e se sentir em movimento sem, de fato, entrar em ação. É como se também você quisesse controlar o mundo e prever todas as situações, as boas e as ruins, quando na verdade o único controle que temos é sobre nós mesmos e isso já é uma grande honra e responsabilidade.

6) Falta de persistência: Você tenta, cai e não levanta mais. Simplesmente desiste. Não tem foco, não cria rotinas e nem hábitos para alcançar o que deseja, não se reinventa e nem busca ajuda. Deixa passar a oportunidade de aprender novas estratégias com seus próprios erros e com outras pessoas.

7) Falta de empatia: É não criar conexões, não se importar com que está a nossa volta, não perguntar e achar que sozinho você chega lá. É como dizem por aí, “Se quer ir rápido, vá sozinho. Se quer ir longe, vá em grupo.”

A vida é cheia de nuances. Então a sugestão que eu deixo aqui é que você analise sua vida em todos os aspectos e, se realmente estiver disposto, tire proveito das situações do seu dia a dia para começar aos poucos a praticar novos hábitos. Hábitos estes que se praticados de maneira constante e progressiva, com certeza te levarão aos próximos níveis da sua vida.

Por Luana Lie, Coach de Alta Performance | www.luanalie.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s