Tem sempre um outro alguém escondido em você

O mundo faz da gente diversos seres. Cada lugar tem o poder de transformar pessoas. Alguns ambientes nos deixam mais soltos, espontâneos. Outros nos deixam nervosos, não relaxamos e ainda em outros, fazem com que a gente vista um personagem. Se por exemplo você é tímido e está na escola, faculdade ou no trabalho, sua timidez pode se destacar enquanto você está nesses ambientes. E então você chega em casa, fica com a família, conversa com seus amigos pela Internet ou até pessoalmente, e cadê a timidez? Sumiu. Por que será que não conseguimos aflorar o que somos em todos os momentos da vida ou pelo menos na maioria das vezes? Por que não nos sentimos livres em mais lugares?

Acho que o maior exemplo disso é quando viajamos. Digo viajar pra valer, independente do lugar, mas quando você vai de coração aberto, disposto a conhecer gente, lugares, disposto a se perder, fazer amizades, explorar, aprender e se surpreender. Disposto a encarar o novo. Você fica tão radiante que na hora pode não perceber, mas você mostra ao mundo um eu que estava preso dentro de si. Você expõe um lado que fica escondido e reprimido onde você mora. Você está tão afim para que tudo seja tão bom, que até aquilo que dá errado você encara mais na boa. Você sorri mais, é mais generoso, mais comunicativo, mais feliz, menos preconceituoso, mais sociável (para qualquer convite sua resposta é “sim!”), você é mais otimista, menos egoísta, menos fresco. Você nem percebe que é tudo isso, mas é, e sem esforço. Capaz que você conheça mais lugares lá fora do que aqui. Você se abre mais, se entrega mais, vive mais, faz mais o que tem vontade. Você se conhece e percebe que aquilo sim é você e que seria muito bom ser assim sempre, independente de onde estiver.

20160426_154736

Mas, quando voltamos a gente veste a máscara de volta e nos tornamos de novo aquela pessoa mais sisuda, que anda no metrô com cara de poucos amigos, que anda correndo na rua, que esbarra nos outros e esbarram em você, que não olha para os lados, que desconhece pontos turísticos, que se veste e sai de casa no piloto automático, que não dá atenção à estranhos, que não percebe nem que alguém interessante olhou pra você, que de vez em quando atravessa a rua fora da faixa (afinal, a maioria faz isso né?). Fico imaginando que se um amigo que você fez lá fora visse um vídeo do seu comportamento aqui, jamais te reconheceria e talvez nem fosse seu amigo aqui. A vida é transformada pelos ambientes que vivemos, pelas pessoas que encontramos pelos caminhos, pela nossa cultura. Quando turistas vem pro Brasil eles se divertem muito como nós nos divertimos lá fora. A diferença é que na terra deles eles não precisam voltar com as máscaras. Pelo menos nem tanto quanto nós. Aqui, se existem muitas coisas e pessoas que te incomodam, situações que te deixa insatisfeito, ressabiado, o ser humano tenta a se adaptar fazendo de um jeito que os outros não percebam o tamanho do esforço. É daí que sai aquele sorriso mais amarelo, aquele aperto de mão sem firmeza, aquele “sim” pro happy hour só pra não ficar chato, aquele dia a dia com cara de rotina e, principalmente, aquele aperto no peito te dizendo que algo não vai bem.

Não estou discutindo aqui nossos problemas sociais e nem sugerir que morar fora é o que há (pode até ser, mas não cabe nesse texto). A reflexão é só sobre você, sobre nós. Como será que conseguimos expor por mais e mais vezes esse “eu” livre que teima em ficar preso dentro de nós por conta do ambiente que vivemos? Não podemos transformar tudo da noite pro dia, mas também não podemos depender tanto do lugar para aflorar quem somos e quem nos faz bem. Sei que vai sempre ter aquele lugar mais chato, com problemas e o mais legal, deslumbrante, aqui ou na China. Mas talvez o impedimento esteja morando mais dentro de nós do que em qualquer lugar e com isso deixamos de acumular momentos, lembranças e pessoas em nossas vidas.

O mundo conspira com você.

Por Luana Lie, Coach de Alta Performance | www.luanalie.com.br

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s